quarta-feira, fevereiro 22, 2006

Leituras 9


Comprei este livro por ser o terceiro ou segundo melhor classificado numa edição que o Mil Folhas fez, onde convidou vários escritores a elegerem o melhor livro que leram em 2005. Não estou nada arrependido o livro é belo e cheio de humor. É a história de um aspirante a escritor ou exilado cultural espanhol que vive num sotão em Paris, alugado por Marguerite Duras. Recomendo a leitura de Paris É Uma Festa de Hemingway para melhor se absorver na atmosfera deste livro.

3 comentários:

Periférico disse...

Obrigado pela sugestão de leitura!

Um abraço

guevara disse...

de Enrique Vila-Matas li apenas "Filhos sem filhos".

Não é uma 'história', mas um conjunto de pequenas histórias de pessoas que decidiram nunca ter filhos, narrada de forma a que se entenda sempre que eles sejam também filhos de outros.

Como ando numa de me distanciar ligeiramente da infomania, pode ser que procure este livro!

:D

lebredoarrozal disse...

o vila-matas é viciante:)